Agressões – Está na hora de fazer uma decisão, você não pode ficar em um relacionamento que te faz mal e que tem agressões, não importa o tipo. Infelizmente, a maior parte das pessoas que passam por esse problema são mulheres, os homens não aceitam esse tipo de situação e acabam saindo fora, mas as mulheres aguentam, por diversos motivos.

Se você está em um relacionamento que tem agressões verbais ou físicas a melhor coisa a fazer é reclamar com o parceiro e exigir respeito, se ainda está namorando é até mais fácil, mas no casamento já é mais complicado. As mulheres têm mais afetividade e desejam manter o relacionamento e casamento por mais tempo, elas são mais apaixonadas, mas frágeis e acabam sofrendo mais.

Meu relacionamento tem agressões verbais e físicas

É por esse motivo que vamos dar algumas dicas para você que está nessa situação e já não sabe mais o que fazer.

Converse e demonstre sua insatisfação

Provavelmente, você já deve ter feito isso, mas se não fez não perca tempo, escolha um momento certo para fazer isso, não saia jogando na cara do seu parceiro no momento da briga, isso só vai elevar os ânimos. Escolha um momento calmo, que você estão bem e fale que precisa conversar, seja sincera e demonstre tudo o que está sentindo, ouça também o que ele tem a dizer.

Nessa conversa não acuse e nem chegue falando mal e já brigando, essa conversa não vai adiantar, você precisa conversar com calma. A melhor forma de começar a conversa é falando que algumas coisas estão te incomodando e que você não está bem com isso. Não comece essa conversa xingando ou falando que ele não era assim e que você não aguenta mais.

Se depois da conversa que teve nada melhorar, ou melhorar um pouco e depois voltar ao que era, tente conversar mais uma vez, se não der certo você deve passar para o próximo estágio.

Peça ajuda

Nessa hora você precisa saber para quem pedir ajuda, não é fácil passar por esse problema, agressões físicas e verbais afetam muito, por mais que uma agressão verbal não machuque por fora, você vai ficar muito mal. Nossa dica é pedir ajuda a especialistas, pode ser um psicologo, um conselheiro e até um padre, pastor ou alguém de autoridade da sua religião.

Meu relacionamento tem agressões verbais e físicas

Não indicamos pedir ajuda para pais ou familiares, eles vão sempre querer te defender e vão passar a olhar seu parceiro de forma ruim. Se tudo se resolver e ficar bem com vocês o relacionamento de sogro e sogra com o genro ficará abalado e pode nunca voltar ao normal. Nessas situações é preciso ter muito cuidado para não abalar os relacionamentos, principalmente se você gosta da pessoa e quer tentar resolver o problema para continuar com ela.

Os psicólogos e profissionais com experiência em relacionamento podem te ajudar bastante, você pode procura-lo sozinha ou acompanhada do parceiro. Se achar que seu parceiro não vai aceitar conversar com alguém e ser ajudado, vá sozinha, converse e conte tudo o que está acontecendo. Eles vão te ajudar e apoiar caso precise dar outros passos.

Lembramos que não estamos falando para esconder da sua família o que está passando, sua família vai sempre te ajudar e quer o seu melhor. Você pode falar que está com problemas no relacionamento e pedir conselhos para seus pais, mas contar que está sofrendo agressões, principalmente físicas pode complicar. Mas uma coisa é certa, ninguém merece viver assim, se tudo o que tentou não resolveu e acha que não vai conseguir viver mais com a pessoa é melhor expor o problema.

Há sempre um limite do que é aceitável, a agressão física pode ser apenas segurando o seu braço com mais força, mas se essa agressão foi grave, se apanhou e foi espancada, não fique quieta de forma alguma. Algumas agressões podem ser resolvidas com conversa, outras não e você precisa tomar providências.  Algumas mulheres conseguem conviver bem com um homem que eleva a voz todos os dias e grita com ela, outras já não suportam. Veja o seu limite e não fique calada.

Denuncie as agressões

Chegar nesse ponto não é fácil, você precisa ser forte e estar convicta do que está fazendo, mas se seguiu os passos e conversou antes com um profissional, terá mais facilidade para tomar essa decisão e terá apoio. A partir do momento que decidiu denunciar e tomar as providências é bom conversar com a família e expor o que está acontecendo, principalmente se tem filhos.

Os filhos sofrem muito com esse tipo de situação, não importa se são novos ou mais velhos, nenhum filho gosta de ver a mãe sofrer. Por isso, se tomar essa decisão, converse com sua família e seu filhos e fale o que pode acontecer depois desse momento. É interessante até levar os filhos ao psicólogo com você, pois eles podem ser afetados de diversas maneiras com as agressões.

Principalmente as crianças acabam ficando mais agressivas ao ver o pai agindo de forma inadequada, por isso você deve pensar não só em você e no seu relacionamento, mas também nos filhos. Eles muitas vezes sofrem mais que você ou mais do que imagina. E se tomou a decisão de denunciar vá em frente, muitas pessoas vão te ajudar e te apoiar.

Uma coisa você pode ter certeza, se seu parceiro te ama e te valoriza ele vai mudar por você e vai conseguir encontrar uma solução para o problema. Mas se isso não acontecer não se entristeça, a vida é muito curta para ficar sofrendo e lutando por algo que não vale a pena.

Saiba mais sobre este tema e outros assuntos para otimizar e enriquecer os seus relacionamentos, assistindo aos vídeos de Malu Moreira no Youtube, acessando este link.

Malu Moreira

Malu Moreira trabalha com relacionamentos há mais de 15 anos. Durante todo esse tempo, trabalhou com diversas culturas e costumes, aumentando ainda mais o seu conhecimento e experiência no dia a dia com relacionamentos. Casada e mãe de quatro filhos, ela vive em “estado de graça”, como costuma sempre dizer.

Sua estrada traz na bagagem além do Brasil, países como Bolívia, Portugal, Angola, Inglaterra e Suíça, onde reside atualmente.

E como ela sempre diz: “Eu acredito que duas pessoas possam viver em perfeita harmonia, respeitando os seus limites, contanto que estejam tomadas pelo amor”.

Leave a Reply

Your email address will not be published.