Contas – Esta é uma discussão muito comum entre os casais: contas conjuntas ou separadas, qual a melhor opção? Veja neste artigo algumas vantagens e desvantagens para cada uma destas situações e confira como organizar as finanças da família de modo mais assertivo!

O casal e sua vida financeira

Antes mesmo de duas pessoas se unirem em um relacionamento, em termos financeiros, é interessante que ambos organizem individualmente a sua vida econômica, já que alguns compromissos deverão ser assumidos a dois, independentemente de optarem pela conta conjunta ou por contas separadas.  Isso evita aborrecimentos entre o casal. E se há contas individuais e você querem optar por contas conjuntas, devem fazer o mesmo.

contas

Para saber mais sobre como controlar o orçamento, veja também este artigo: Nosso orçamento explodiu!

Um casal possui diferentes responsabilidades financeiras, contas da casa, despesas e reservas que servem para atingir um sonho ou meta da vida a dois. E quando o assunto é dinheiro, para evitar conflitos e desentendimentos, é preciso ter maturidade e saber se comunicar antes de optarem por contas conjuntas. Os compromissos podem sim ser atendidos por parceiros com contas individuais, mas se juntar o dinheiro facilitará a vida de ambos, por que não? Esta é uma decisão que ambos precisam tomar juntos.

Vantagens da conta conjunta

As contas bancárias do casal, segundo o especialista em finanças Gustavo Cerbasi no livro Casais inteligentes enriquecem juntos (Editora Gente, 2004), devem ser agrupadas aos poucos – isso permite que a organização seja melhor. Leva tempo e burocracia e precisa que o relacionamento seja oficializado, seja por casamento ou contrato do tipo união estável.

O casal se deparará com pilhas de contratos e com a necessidade de ter cartões de crédito e outros serviços unificados. Ao manterem contas separadas, paga-se mais tarifas individualmente, uma vantagem das contas conjuntas.

contas

As contas do casal podem ser melhor organizadas, bem como as despesas da casa. É ideal para aqueles casais que estão reestruturando a vida financeira e optaram por um planejamento mais rigoroso. No entanto, cada um tem que dar explicações para o parceiro sobre todo o gasto que é realizado, inclusive os pequenos, e falar de gasto desgasta a relação.

Vantagens das contas separadas

É a opção perfeita para quem quer ter independência e desprendimento para gerenciar seus próprios ganhos. Além disso, é a opção adequada para quem ganha rendimentos em diferentes bancos. Também serve para a situação quando um dos dois é mais organizado e comedido que o outro ou quando a confiança ainda precisa ser estruturada. Na dúvida, esta ainda é a opção mais popular.

contas

Dicas extras

Segundo Cerbasi, os casais que têm sucesso financeiro normalmente unem seus patrimônios em um mesmo bolo – quando não as próprias contas bancárias. Deve-se unir as rendas para arcar com todas as despesas da família e com a poupança para os diferentes objetivos, separando uma espécie de mesada individual, igual para os dois, para que cada cônjuge gaste como bem entender ao longo do mês.

No caso de filhos de casamentos anteriores, as despesas com eles devem ser consideradas despesas pessoais e sair dessa do parceiro. Se apenas um já tiver filhos, o outro cônjuge deve receber uma parcela correspondente às despesas com os enteados. E se um dos parceiros ver que sua parcela de uso próprio está muito elevada, essa quantia pode ser usada para uma finalidade como o lazer o casal.

contas

A individualidade de cada membro do casal também deve ser mantida com igualdade. Mesmo quando um ganha mais do que o outro. Não é necessário que unam as contas bancárias, mas manter pelo menos uma conta por onde passe uma renda maior e possibilite pagar menos tarifas e obter crédito mais barato, vale a pena.

A vantagem de unir as contas ou pelo menos os esforços do casal estão em conseguir melhores investimentos, crédito, flexibilidade para pagar impostos. E mesmo que as contas fiquem separadas, o que deve ser unido é o planejamento financeiro, pois é isso o que importa.

Veja mais sobre educação financeira e relacionamento a dois no site do autor Gustavo Cerbasi.

Malu Moreira trabalha com relacionamentos há mais de 15 anos. Durante todo esse tempo, trabalhou com diversas culturas e costumes, aumentando ainda mais o seu conhecimento e experiência no dia a dia com relacionamentos. Casada e mãe de quatro filhos, ela vive em “estado de graça”, como costuma sempre dizer.

Sua estrada traz na bagagem além do Brasil, países como Bolívia, Portugal, Angola, Inglaterra e Suíça, onde reside atualmente.

E como ela sempre diz: “Eu acredito que duas pessoas possam viver em perfeita harmonia, respeitando os seus limites, contanto que estejam tomadas pelo amor”.

Leave a Reply

Your email address will not be published.