Ser pai e mãe – Nenhum filho vem ao mundo com manual de instrução. Desta forma, a escolha em ser pai ou mãe deve ser algo muito bem pensado, uma vez que implica em um processo de aprendizagem cheio de erros e acertos. Veja um pouco mais sobre como a educação dos filhos é uma experiência de aprendizado de duas vias e aprenda o significado de ser pai e mãe.

Como ser pai e mãe

Muitas pessoas acreditam que são obrigadas a terem filhos e formar família, já que somos criados com estas crenças. Para a mulher, a cobrança é ainda maior: basta chegar aos 30 anos que sempre tem alguém querendo saber quando será que as crianças virão e alertam sempre sobre o “prazo” que está se findando – como se tivessem o direito a intervir na vida alheia.

ser pai e mãe

O primeiro impasse sobre criar filhos está no fato de muitas pessoas sucumbirem às expectativas sociais sem ter muitas vezes condições emocionais, financeiras ou até mesmo o desejo de trazer mais uma pessoa ao mundo. Isso complica tudo e de diversas formas. Principalmente se o pai ou a mãe em questão não tem a maturidade necessária e a autoestima fortalecida para se deparar com muitas situações – algumas boas e outras nem tanto – no que se refere à educação dos filhos. E o amor passa a não ter espaço para se desenvolver.

Quando uma pessoa busca o Coaching de relacionamentos com o tema “filhos” em pauta, levamos sempre a discussão ao ponto de partida: você realmente deseja ter filhos? Já aprenderam a ser pai e mãe? Ambos estão preparados? Ou se já têm filhos e enfrentam problemas, a questão muda: os problemas partem da relação ou de cada parceiro? Há aceitação deste contexto? Pois se não há como abraçar o problema, não há como mudar.

ser pai e mãe

Outra questão são os pais e mães que desejaram ter filhos e possuem todas as condições emocionais, financeiras ou de outra ordem para ampará-los, mas se sentem inseguros, incapazes de reconhecer que todo casal erra e acerta quando possui filhos para criar. Amor é quase tudo: é preciso aprender a dizer não, ouvir o que eles têm a dizer, colocar-se no lugar deles e compreender que estão em pleno período de desenvolvimento (afinal, crescer implica toda uma vida e os pais e adultos também estão se desenvolvendo e crescendo enquanto pessoas), e muito mais.

É preciso compreender ainda que seus filhos não são uma extensão de você: não reflita seus anseios e expectativas em seus filhos e nem tente viver a vida deles, pois você não tem este direito.

ser pai e mãe

Saiba mais sobre como transformar seus filhos em fortalezas e prepará-los para o mundo neste artigo.

Ame as situações dificultosas

O primeiro passo é compreender que tudo passa e tudo é impermanente. Logo, fazendo o seu melhor, amparando seus filhos do melhor modo possível e permitindo amar a situação, seja ela alegre ou conflituosa é o que faz uma pessoa ser pai e mãe. Use as estratégias que sabe, veja o que deu certo no passado e pode dar certo agora, compreenda de modo lógico e com o coração cada situação. Você é capaz, se superar qualquer dúvida ou problema na educação de seu filho, se souber olhar a questão de modo estratégico.

Você é responsável por educá-los: nem escolas, nem avós, nem outros filhos são responsáveis por dar aquilo que apenas os pais podem prover: amor, afeto, valores e educação. Então, não se preocupe tanto em fugir dos problemas, pois isso não irá ajudar em nada. Encare-os com gentileza e aceitação.

Ensine o diálogo 

Mantenha a comunicação aberta com seus filhos. O relacionamento comunicativo que um casal possui irá se refletir no comportamento e no modo de se expressar de suas crianças. Quando há segredos, repressão ou falta de espaço, haverá segredos, medo e introspecção por parte das crianças. E não queira que seja diferente. Não cobre dos filhos o que você não foi capaz de dar. Diálogo é saber falar, mas também ouvir o que seus filhos têm a dizer – saiba mais neste vídeo que lancei no canal Malu Moreira no Youtube:

Aprenda a ouvir seus filhos lendo este artigo.

Culpe-se menos e seja mais feliz

Ser pai e mãe não pode ser uma experiência baseada na culpa, mas sim, na alegria e na aprendizagem. Os filhos, quando bem planejados e desejados, podem ser as melhores coisas do mundo, mesmo nas situações mais difíceis. Viva este momento sem culpa e você verá que pode ser muito mais feliz com eles!

Veja também como é importante não deixar seu marido de fora da sua vida quando os filhos vierem. Veja ainda como as mães podem cortar o cordão umbilical emocional e fazer seus filhos crescerem neste post.

Malu Moreira trabalha com relacionamentos há mais de 15 anos. Durante todo esse tempo, trabalhou com diversas culturas e costumes, aumentando ainda mais o seu conhecimento e experiência no dia a dia com relacionamentos. Casada e mãe de quatro filhos, ela vive em “estado de graça”, como costuma sempre dizer.

Sua estrada traz na bagagem além do Brasil, países como Bolívia, Portugal, Angola, Inglaterra e Suíça, onde reside atualmente.

E como ela sempre diz: “Eu acredito que duas pessoas possam viver em perfeita harmonia, respeitando os seus limites, contanto que estejam tomadas pelo amor”.

Leave a Reply

Your email address will not be published.